Shopping Popular doa 51 cestas de alimentos para colaboradores da Santa Casa

 

Da REDAÇÃO

 

Para judar os colaboradores da Santa Casa de Misericórdia – que segue fechada oficialmente há um mês em Cuiabá –, o Shopping Popular fez a entrega de 51 cestas de alimentos não perecíveis. As doações – que são resultado de um pedágio solidário realizado durante uma semana no estabelecimento – foram entregues na última sexta-feira (12.04) para os representantes da comissão de colaboradores da instituição filantrópica de saúde.

Conforme explica o presidente do Shopping Popular, Sivaldo Oliveira, a ação teve como objetivo auxiliar as equipes da Santa Casa de Misericórdia que permanecem sem salário há cerca de seis meses. “Quando há uma necessidade especial e social dessa magnitude, os associados, lojistas e clientes do Shopping Popular estão sempre prontos para contribuir com o próximo. Afinal, são nossos irmãos e estão passando dificuldade. Esses sacolões devem fazer a diferença”, pondera.

Pensamento reiterado pelo comerciante Ari Mundim, que auxiliou na arrecadação e entrega dos alimentos. “Somos seres humanos e nos sensibilizamos com a situação deles. Nosso coração está cortado. Não estamos nenhum pouco feliz com essa situação”, destaca. Para a associada Otília Martins, esta é um “doação feita com todo o coração e amor. Esperamos que eles estejam em breve com os salários em dia”.

De acordo com a integrante da comissão de colaboradores da Santa Casa, Eddyane Figueiredo, atos como este demonstram que a sociedade cuiabana está mobilizada em prol da situação em que eles se encontram. “A maioria das doações foram de pessoa física. Foram poucas empresas que, como o Shopping Popular, vieram e doaram cestas básicas. Isso mostra que o ser humano tem amor dentro do coração e quer ajudar. Nós agradecemos”, ressalta.

André Lara, da comissão de colaboradores, complementa que esse tipo de contribuição é bem-vinda para auxiliar na alimentação das famílias das equipes da Santa Casa. “Estamos totalmente perdidos. Não sabemos quando nossos salários irão sair. Esse sacolão ajuda muito. Não temos condições de fazer a compra do mês”, finaliza.

.

FONTE: Assessoria

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *