Silval e mais 10 réus terão que explicar sobre rombo de R$ 8 mi no próximo mês

Lucielly Melo

Após ouvir as testemunhas sobre um suposto esquema que desviou R$ 8,1 milhões dos cofres públicos, apurado na quarta fase da Operação Sodoma, o juiz Jorge Luiz Tadeu Rodrigues, da Sétima Vara Criminal de Cuiabá, vai interrogar os réus do caso no próximo mês.

O ex-governador Silval Barbosa, o ex-chefe de gabinete, Sílvio Cézar Corrêa Araújo e o ex-secretário de Administração, César Roberto Zílio, serão ouvidos no dia 10 de abril.

No dia 11, foram convocados para esclarecer o esquema o ex-secretário de Gestão, Pedro Elias Domingos de Mello, o empresário Juliano Cézar Volpato e ex-secretário adjunto de Infraestrutura e delator, Valdísio Juliano Viriato.

Já no dia 12, serão interrogados o empresário Edézio Corrêa, o servidor e também delator Alaor Alvelos Zeferino de Paula e o ex-servidor da Secretaria de Estado de Transportes, Diego Pereira Marconi.

Por último, ficaram o ex-secretário adjunto de Administração e o ex-secretário de Administração, respectivamente, José de Jesus Nunes Cordeiro e Francisco Faiad, para serem interrogados no dia 15.

Todos serão ouvidos em oitivas de instrução marcadas para iniciar às 14h, no Fórum de Cuiabá.

Veja abaixo a lista:

– Dia 10 de abril de 2019 – ocasião em que serão interrogados os acusados abaixo registrados:

1 – SILVAL DA CUNHA BARBOSA – 14 horas

2 – SILVIO CEZAR CORRÊA ARAÚJO – 15:30 horas

3 – CESAR ROBERTO ZILIO – 17 horas

– Dia 11 de abril de 2019 – ocasião em que serão interrogados os acusados abaixo registrados:

1 – PEDRO ELIAS DOMINGOS DE MELLO, às 14 horas.

2 – JULIANO CEZAR VOLPATO, às 15:30 horas;

3 – VALDÍSIO JULIANO VIRIATO, às 17 horas

– Dia 12 de abril de 2019 – ocasião em que serão interrogados os acusados abaixo registrados:

1 – EDÉZIO CORREA, às 14 horas;

2 – ALAOR ALVELOS ZEFERINO DE PAULA, às 15:30 horas

3 – DIEGO PEREIRA MARCONI, às 17 horas;

– Dia 15 de abril de 2019 – ocasião em que serão interrogados os acusados abaixo registrados:

1 – JOSÉ DE JESUS NUNES CORDEIRO – 14 horas

2 – FRANCISCO ANIS FAIAD – 15:30 horas

Sodoma 4

A Polícia Judiciária Civil de Mato Grosso deflagrou em fevereiro de 2017, a 4ª fase da Operação Sodoma. A ação investigou fraudes em licitação, desvio de dinheiro público e pagamento de propinas, realizados pelos representantes da empresa Marmeleiro Auto Posto LTDA e Saga Comércio Serviço Tecnológico e Informática LTDA, em benefício da organização criminosa comandada pelo ex-governador Silval Barbosa.

Segundo as investigações, o suposto grupo criminoso teria cobrado propina de empresários, entre os anos de 2011 e 2014, para fraudar licitações e manter contratos de fornecimento de combustível, para a frota do Governo do Estado, e com uma empresa de informática.

O esquema teria desviado R$ 8,1 milhões das secretarias de Administração e de Transporte e Pavimentação (extinta Setpu).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *