Vídeo faz apologia a namoro de jovens com bandidos em MT

Caso está sendo apurado pela Polícia Civil de MT

SUELEN ALENCAR

A mãe de uma menina de 13 anos denunciou à Polícia Civil que a foto de sua filha está circulando em um vídeo montagem com o título “Marmitas de TGA”. O caso foi registrado na segunda-feira (7), em Tangará da Serra (250 km de Cuiabá).

De acordo com informações da Polícia Civil, um adolescente de 15 anos foi identificado como autor do vídeo e deve prestar esclarecimentos na delegacia. O vídeo intitulado “Marmitas de Tangará”, referência popularmente usada para mulheres que tem relação amorosa com bandidos, foi compartilhado por Whatsapp e utiliza títulos ofensivos com frases que acabam por denegrir a reputação das meninas.

Em alguns casos, as jovens estão com roupas intimas.

A PJC informou que a maioria das garotas que aparece no vídeo é estudantes de uma escola pública do município. As imagens teriam sido retiradas de páginas em redes sociais das meninas.

Também foram identificados vídeos em que ofensas foram proferidas as adolescentes do sexo masculino, do mesmo colégio, dizendo que eram sexualmente impotentes, “broxas”.

OUTROS CASOS

Essa semana duas cidades, sendo Ribas do Rio Pardo e Bandeirantes o estado de Mato Grosso do Sul registraram casos de vídeos no mesmo modo, intitulado “marmitas”. A Polícia Civil daquele Estado investiga o envolvimento de jovens e já realizou quatros prisões, sendo dois homens, um menor e uma garota.

Informações publicadas pelo site Mídiamax são alguns jovens compartilhavam as imagens chegaram a parabenizar  os criadores do vídeo. O vídeo acabou se espalhando com rapidez parando em grupos de outras cidades, Campo Grande, Três Lagoas e Água Clara.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *